MARIA INÊS CORDEIRO E LUÍS FRANÇA DE SÁ, BIBLIOTECA NACIONAL DE PORTUGAL

25.05.2017, 11.00-13.00, Biblioteca Nacional de Portugal

Acesso à imprensa colonial: principais questões e experiência da BNP

Dá-se uma panorâmica dos problemas que se colocam na gestão e acesso à imprensa colonial existente no acervo da BNP no que respeita à natureza e estado das coleções, estratégias para a sua salvaguarda e questões relativas à sua disponibilização online. É apresentado o caso de transferência de suporte dos jornais de Angola até à independência.

Maria Inês Cordeiro Licenciada em História pela Universidade de Lisboa, com a pós-graduação em Bibliotecário-Arquivista, pela Universidade de Coimbra e doutorada em Ciências da Informação pela Universidade de Londres. Diretora-Geral da Biblioteca Nacional de Portugal desde 2012, onde exerceu como subdiretora desde Novembro de 2006, foi bibliotecária assessora da Biblioteca de Arte da Fundação Calouste Gulbenkian, responsável pelo Sector de Gestão de Sistemas de In formação e Projectos de Inovação, entre 1997-2006, tendo anteriormente desempenhado funções de Chefe de Divisão e Directora de Serviços na Biblioteca Nacional, onde prestou serviço entre 1986 e 1997.

Luís Filipe França de Sá Licenciado em História pela Universidade Autónoma de Lisboa. Tem trabalhado nos serviços de Bibliotecas e Hemerotecas, tendo desempenhado funções de chefia na Rede de Bibliotecas da Câmara Municipal de Lisboa (2000-2002) e na Biblioteca Nacional de Portugal (2008-2012). Atualmente assegura o cargo de Coordenador do Serviço de Coleções do Fundo Geral da BNP, sendo responsável pela coleção de periódicos. Entre outras funções, autor e coautor de vários catálogos bibliográficos (Jornais Republicanos 1848-1926), além da pesquisa e seleção de notícias para o sítio web Diário da Grande Guerra: testemunhos portugueses, cronologia atualizada mensalmente desde 2014 até Outubro de 2018.

%d bloggers like this: